MANTENEDOR

Media Press Kit

PORQUE PORTO ALEGRE?

Porto Alegre é a 6ª cidade no Brasil em número de eventos internacionais, de acordo com o ranking ICCA 2016 – International Congress & Convention Association - www.iccaworld.com;

A capital gaúcha é também o 4º hub de vôos internacionais diretos no país (fonte: Infraero - 2016);

Ótima relação custo x benefício - lazer, alimentação, hospedagem, transporte, custos de fornecedores de eventos;

Referência em qualidade de serviços e infraestrutura; 

Patrocinadores e fornecedores locais - não há necessidade de deslocamento de equipe, o que reduz custos de montagem, organização, tradução, shows e outros, ampliando as possibilidades de negociação de patrocínio;

Maiores possibilidades de negociações com hotelaria (grande quantidade de hotéis de todas as categorias, bandeiras nacionais e internacionais);

Variadas opções de centros de convenções;

Custos reduzidos dos centros de eventos, que não necessitam de montagens especiais (como climatização e divisórias, por exemplo), pois já possuem grande e diversificada infraestrutura;

Parcerias com universidades locais (voluntários), que reduzem custos operacionais e preparam futuros profissionais, sem necessidade de custeio de transporte e hospedagem dos estudantes colaboradores;

Melhores tarifas e descontos especiais em feriados e finais de semana, além de períodos de baixa temporada;

Custos reduzidos para participação de estudantes;

Potencialização do número de participantes em capitais que em cidades de interior, especialmente em eventos multidisciplinares. 

Porto Alegre é uma capital com grande diversidade de meios de transporte, hospedagem e alimentação.

Possibilidade de pré e pós-evento na Serra (simpósios e/ou turismo), com ampla divulgação destes opcionais ao público-alvo;

Não havendo necessidade de transfer para outras cidades, os custos do promotor do evento são reduzidos, e evita-se também riscos, atrasos ou outros possíveis aborrecimentos; 

 As vantagens econômicas e estruturais são complementadas pela rica vida cultural da cidade e a receptividade do povo, conhecido pela hospitalidade com que recebe os turistas. 

Visitantes

Visitantes em 2015: 41.154

Gasto médio de participantes de eventos:

Residentes: R$ 69,22 | US$ 202,67

Não-residentes: R$ 437,16 | US$ 202,67

(Fonte: II Dimensionamento Econômico da Indústria no Brasil - 2013 - ABEOC Brasil)


Eventos

Em 2015, foram captados 18 eventos, que irão gerar cerca de 55.000 room nights/diárias de hotel/ pernoites nos próximos 5 anos.

Alguns grandes eventos anuais que movimentam público local e visitantes:

EVENTO
NÚMERO DE PARTICIPANTES
CIDADE DE REALIZAÇÃO
Expoagas
38.000 participantes
Porto Alegre
Festa Nacional do Calçado
97.000 participantes
Novo Hamburgo
Expointer
500.000 participantes
Esteio

Todos estes eventos movimentam a hotelaria da Capital e Região (dados do ano de 2015).

Hotelaria

Número de hotéis e apartamentos:

109 meios de hospedagem (hotéis e hostels) somente na Capital, que somam 8.158 apartamentos e 17.039 leitos.


Fonte: SINDPOA e SETUR/RS – dados de Jan/2015

Gastronomia

Número de restaurantes:

Atualmente, Porto Alegre possui aproximadamente 3700 estabelecimentos aptos a receber turistas nacionais e internacionais, ofertando variadas opções gastronômicas: além das tradicionais churrascarias e galeterias, a cidade oferece restaurantes de culinárias uruguaia, alemã, árabe, chinesa, espanhola, francesa, indiana, italiana, vegetariana, japonesa, mexicana, portuguesa e tailandesa.


Fonte: SINDPOA – dados de Agosto/2015

Transporte

Mobilidade urbana facilitada em trajetos de 15 a 20 minutos entre hotéis/centro de eventos/aeroporto, trânsito modelo dentre as capitais nacionais e também em serviços de transporte público para cadeirantes.


Ampla frota de táxis:

Os últimos dados divulgados pela Empresa Pública de Transporte e Circulação de Porto Alegre (EPTC) mostram 164 pontos fixos e 153 pontos livres em Porto Alegre. Os principais pontos da cidade, tais como, Rodoviária, Aeroporto e Hospital de Clínicas, contam, respectivamente, com 382, 141 e 43 táxis disponíveis para os visitantes e moradores da cidade. A frota total de táxi em Porto Alegre é de 3.922 carros, resultando numa média de 365 habitantes por carro.  Existem aproximadamente 10.500 condutores de táxi cadastrados na EPTC, prestando esse tipo de serviço. Cada táxi percorre, em média, 5 mil quilômetros por mês. A idade média da frota de táxi é de 2,9 anos.


Dados do ano de 2010.

PERFIL - Porto Alegre & Região Metropolitana

Convention & Visitors Bureau

Visitada por mais de 36 mil pessoas em 2014, Porto Alegre consolida sua vocação para sediar eventos de todos os portes e em diferentes segmentos - resultado impulsionado pelo trabalho do Porto Alegre & Região Metropolitana Convention & Visitors Bureau. Desde sua fundação, em 1997, a instituição aumentou significativamente o número de eventos captados anualmente, fazendo da capital gaúcha a quarta cidade do país em número de eventos internacionais realizados. 

Entreos eventos captados em 2014, dez acontecem este ano, principalmente eventos técnico-científicos. Além dos captados, a entidade também apoiou 18 eventos em 2014.


Atuação

O Porto Alegre & Região CVB é uma fundação de direito privado e sem fins lucrativos, que objetiva aumentar o fluxo turístico em Porto Alegre e Região Metropolitana através da captação, geração e apoio a eventos.

É mantida por empresas dos ramos hoteleiro, gastronômico, de eventos, do comércio varejista e do turismo em geral. Com uma contribuição mensal, essas empresas apoiam ações que promovem uma imagem atraente da cidade para a realização de eventos, viagens, programas de incentivo e projetos turísticos diversos.

Atua como órgão de apoio e dinamização junto aos setores ligados ao segmento turístico, prestando cooperação e apoio técnico, disponibilizando material promocional, acesso ao banco de imagens, estatísticas e outros dados personalizados, além de organizar e acompanhar visitas de familiarização e inspeção à cidade e municípios vizinhos. Consolida parcerias privadas e públicas e atua como um clube de negócios.

O trabalho de divulgação da instituição, desenvolvido de forma gratuita, propicia oportunidades para os mantenedores e fomenta o turismo sustentável, além de gerar desenvolvimento e difusão cultural, científica, tecnológica e artística para o estado.


História

O Porto Alegre & Região CVB é parte de uma rede com mais de uma centena de instituições no Brasil, e mais de mil em todo o mundo.

O primeiro Convention & Visitors Bureau foi criado em 1896, na cidade americana de Detroit, que já no século XIX manifestava vocação para o turismo de negócios. Anos depois, outras cidades de porte seguiram o exemplo, e o modelo se disseminou pela Europa e América.

Desde então, o turismo cresceu e ganhou importância estratégica para muitos países. Transformou-se em produto de exportação, atividade geradora de emprego e renda, assumiu status de impulsionador do desenvolvimento e ganhou as páginas de economia dos principais meios de comunicação.

Locais de visitação em Porto Alegre

Fundação Ibere Camargo

Criada em 1995 com o objetivo de preservar e divulgar a obra do pintor gaúcho, um dos mais importantes artistas plásticos do século XX, a Fundação Iberê Camargo colocou Porto Alegre no mapa mundial das artes visuais.

A cada ano, a Fundação sedia exposições e organizadas mostras, oficinas, cursos, seminários, encontros com artistas e estudos diversos sobre a obra de Iberê Camargo e questões ligadas à arte contemporânea. A ideia é disseminar não apenas o legado artístico e intelectual de Iberê, mas promover uma reflexão sistemática sobre a contemporaneidade e o fazer artístico.


A Sede

Projetada pelo arquiteto português Álvaro Siza, o prédio onde está instalada a Fundação recebeu o Leão de Ouro na Bienal de Arquitetura de Veneza, em 2002. Primeiro no país construído em concreto branco, o edifício está localizado às margens do lago Guaíba, que banha a capital gaúcha, e é considerado referência internacional em arquitetura e soluções de engenharia.

A Fundação abriga a coleção de mais de 4 mil obras de Iberê Camargo, dispondo de nove salas de exposições, atelier de gravura em metal, atelier múltiplo, auditório, centro de pesquisa e informação, átrio, livraria, cafeteria e estacionamento subterrâneo.

Endereço: Av. Padre Cacique, 2000

Fone: +55 51 32478000

Site: http://www.iberecamargo.org.br/


Monumento Laçador

O mais famoso monumento de Porto Alegre, a estátua do laçador representa o gaúcho tradicionalmente pilchado (em trajes típicos). Criada pelo artista Antônio Caringi, a estátua foi originalmente feita em gesso e depois reproduzida em bronze, tendo como modelo o tradicionalista Paixão Côrtes.

Em 2001, o Laçador foi tombado como patrimônio histórico do município de Porto Alegre. Em 2007, devido à construção do viaduto Leonel Brizola, foi transferido de seu antigo local, a Praça do Bombeador, para o Sítio do Laçador, localizado no principal acesso à cidade, próximo ao Aeroporto Internacional Salgado Filho. Com 4,45 metros de altura e 3,8 toneladas, o monumento é considerado um símbolo porto-alegrense e rio-grandense.

Endereço: Av. dos Estados, s/nº – em frente ao antigo aeroporto – São João

Casa de Cultura Mario Quintana

Um dos maiores e mais bem aparelhados centros culturais do país, a Casa de Cultura Mario Quintana está instalada no prédio do antigo Hotel Majestic, que começou a ser construído em 1916. De 1968 a 1982, o hotel foi lar do poeta Mario Quintana, nascido na cidade gaúcha de Alegrete, mas que adotou Porto Alegre como sua cidade de coração. O escritor viveu, durante 14 anos, no apartamento 217.

Pertencente ao Estado do Rio Grande do Sul, o prédio hoje acomoda uma ampla variedade de espaços culturais, como a Biblioteca Lucília Minssen, parte do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul, os acervos Elis Regina e Mario Quintana, a Discoteca Pública Natho Henn, as galerias Xico Stockinger e Sotéro Cosme, os teatros Bruno Kiefer e Carlos Carvalho, três salas de cinema, cafés, bombonière e livraria, além de inúmeras salas com destinações específicas ou de uso múltiplo.

O prédio, projeto do arquiteto alemão Theodor Wiederspahn, foi tombado em 1990, e então adaptado para abrigar a CCMQ, teve sua revitalização concluída em 2015.

Endereço: Rua dos Andradas, 736 – Centro Histórico

Telefone: (51) 3221.7147

E-mail: ccmq@ccmq.rs.gov.br

Site: www.ccmq.com.br




Museu de Arte do Rio Grande do Sul

Ado Malagoli - MARGS

O MARGS é considerado o principal museu de arte do Rio Grande do Sul e um dos mais importantes do país. Reúne em seu acervo quase três mil obras de artistas locais, nacionais e internacionais, e sediou mais de mil exposições ao longo de sua trajetória. Em 2015, o MARGS completa 60 anos.

Criado em 1954 e organizado pelo artista e professor paulista Ado Malagoli, o Museu é uma Instituição da Secretaria de Estado da Cultura que surgiu logo após a implantação de projetos semelhantes de envergadura nacional, como o Museu de Arte de São Paulo (MASP, 1947). Em Porto Alegre, o período foi marcado pela influência do Instituto de Belas Artes e pelos grupos Clube de Gravura e Associação Francisco Lisboa.

Em seus espaços, o público teve a oportunidade de apreciar as trajetórias de importantes artistas como Gotuzzo, Lutzenberger, Danúbio Gonçalves, Berni, Fajardo, Francisco Toledo, Waltercio Caldas, Djanira, Pierre Verger, Zorávia Bettiol, Luiz Gonzaga, Mauro Fuke, Escosteguy, Piza, Brossa e também de mestres como Rodin e Goya.

O prédio

Construído em 1913 para abrigar a Delegacia Fiscal, o imponente prédio da Praça da Alfândega, de quase cinco mil metros quadrados, materializava, no início do século, o ideal de modernização e progresso da república positivista gaúcha. Localizado no Centro Histórico de Porto Alegre, o prédio foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1981. Entre o final de 1996 e início de 1998, passou por um profundo trabalho de restauro, motivado pelo seu grave estado de deterioração. Com o patrocínio do Governo do Estado e do Ministério da Cultura, a obra combinou funcionalidade à preservação das características históricas da construção, adaptando o local aos padrões internacionais de museologia.

Endereço: Praça da Alfândega, s/nº – Centro Histórico

Telefone: (51) 3227.2311

E-mail: comunicacao@margs.rs.gov.br

Site: www.margs.rs.gov.br


Memorial do Rio Grande do Sul

Fruto de um projeto que buscava privilegiar a cultura e a memória gaúchas, o Memorial do Rio Grande do Sul foi criado através de um convênio entre os governos federal e estadual, em setembro de 1996. Instalado no antigo prédio dos Correios e Telégrafos, de 1913, o centro histórico guarda uma rica coleção de objetos, mapas, gravuras, fotos, livros e depoimentos importantes sobre os fatos mais marcantes ocorridos no estado, além de abrigar um Museu Postal e uma Agência Filatélica. O riquíssimo acervo está exposto através de uma concepção museográfica moderna aliada a novas tecnologias, permitindo a integração com o público e o fácil entendimento dos conteúdos.

O prédio

Tombado em 1980, o imóvel de 3.600m² de área passou, a partir de 1998, por um processo de restauração completa com o objetivo de  recuperar suas características originais e adequá-lo para a instalação do Memorial do Rio Grande do Sul. O prédio segue um estilo eclético, com forte influência do barroco alemão, e é considerado um dos mais belos e importantes edifícios históricos de Porto Alegre.

Endereço: Rua Sete de Setembro, 1.020 – Centro Histórico

Telefone: (51) 3224.7210

Site: www.memorial.rs.gov.br


Santander Cultural

O Santander Cultural foi criado com o objetivo de projetar a cultura a partir do Rio Grande do Sul e ampliar o acesso dos diversos segmentos do público à produção cultural contemporânea nacional e internacional. Um pólo de intercâmbio com outras instituições, promove a integração da região ao circuito global das artes.

Está instalado num prédio histórico no coração da capital gaúcha, na Praça da Alfândega. A construção em estilo neoclássico de 5.600 m2, datada de 1932, foi eleita em 2008, por meio de votação popular, como o patrimônio arquitetônico mais significativo de Porto Alegre. 

Depois de passar por uma cuidadosa restauração, o Santander Cultural abriu suas portas em agosto de 2001. Com a tarefa clara de incentivar as artes visuais, o cinema, a música e o conhecimento por meio de atividades diversificadas e frequentes, em doze anos, mais de 4 milhões de pessoas passaram pelo centro cultural.

O prédio histórico, localizado no coração da capital gaúcha, tem uma intensa agenda. São sessões de cinema diárias, shows semanais, exposições de artes visuais durante todo o ano e ciclos de oficinas permanentes. Acreditando no princípio da economia criativa, onde a criatividade e o conhecimento são o motor financeiro, o Santander Cultural apoia e promove artistas e ações locais e busca trazer, sempre, para essas iniciativas e projetos um olhar global e contemporâneo.

Endereço: Rua Sete de Setembro, 1.028 – Centro Histórico

Telefone: (51) 3287.5500

E-mail: scultura@santander.com.br

Site: www.santandercultural.com.br


Museu de Ciências e Tecnologia da PUCRS

A exposição permanente do Museu de Ciências e Tecnologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (MCT-PUCRS) conta com inúmeros experimentos interativos e áreas temáticas, que se estendem por três pavimentos e dois mezaninos, em uma área total de 12.500 m2, oferecendo aos visitantes uma maneira inusitada e estimulante de conhecer os fenômenos naturais e as relações do homem com o mundo. O objetivo principal é despertar o espírito científico, a curiosidade e o gosto pelas ciências.

O MCT-PUCRS possui diversos setores com coleções científicas e laboratórios associados. Nesses laboratórios, são realizados os trabalhos de manutenção e intercâmbio das coleções, bem como pesquisa científica sobre o acervo. Muitos estudantes de graduação e, especialmente, de pós-graduação desenvolvem seus trabalhos de tese nesses setores, divididos em Arqueologia, Paleontologia, Peixes, Aves, Anfíbios e Répteis, Crustáceos, Moluscos, Insetos, Aranhas e Miriápodos e Herbário.

Endereço: Av. Ipiranga, 6681 – Partenon

Telefone: (51) 3320.3521

E-mail: mct@pucrs.br

Site: www.pucrs.br/mct


Mercado Público Central de Porto Alegre

O Mercado Público, patrimônio histórico e cultural de Porto Alegre, foi inaugurado em 1869 para abrigar o comércio de abastecimento da cidade. Tombado como um bem cultural, passou por um processo de restauração entre 1990 e 1997, agregando mais qualidade à sua estrutura e recuperando a concepção arquitetônica original. Além de oferecer bons produtos, procurando praticar uma boa política de preços, o Mercado atua como espaço para atividades comunitárias e culturais, como shows, exposições artísticas, desfiles e saraus.

Cerca de 150 mil pessoas circulam todos os dias pelo local, que possui, hoje, 110 estabelecimentos: açougues, peixarias e frutos do mar, restaurantes, lancherias, pastelaria, padarias, fruteiras, verduras e legumes, alimentos para animais, sementes, mudas de plantas, artesanato regional, bomboniére, serviço de cópias, lotéricas, bancas de revistas e jornais, flora e artigos para umbanda, peixes ornamentais e produtos para aquários, cafeteria, barbearia e livraria.

Localização: No Centro de Porto Alegre, entre as avenidas Júlio de Castilhos e Borges de Medeiros, Largo Glênio Peres e Praça Pereira Parobé

Telefones: (51) 3289.1756 / 3289.1744

E-mail: mercadopublico@smic.prefpoa.com.br

Site: www2.portoalegre.rs.gov.br/mercadopublico


Prefeitura Municipal de Porto Alegre

A sede da Prefeitura Municipal de Porto Alegre é um dos mais característicos e importantes prédios históricos da cidade. Foi construída para ser a sede da Intendência de Porto Alegre, que até então funcionava em diversos espaços alugados no Centro.

A construção do prédio foi concluída em 1901, sendo ocupado pelo Conselho Municipal, a Secretaria, a Contabilidade, a Tesouraria e Arrecadação, além do Arquivo, da Inspetoria de Veículos, da Assistência Pública e do primeiro Posto Policial, com sua respectiva cadeia. O custo final da obra chegou a 500 contos de réis, e a maior parte dos materiais empregados proveio da própria capital.

O edifício reflete o gosto pela monumentalidade vigente na época, e segue um estilo eclético derivado de padrões neoclássicos e influenciado por diretrizes Positivistas. O edifício foi tombado pelo município em 1979 e passou por uma reforma total em 2003, adaptando-se diversos espaços internos para exposições de arte e para guarda do acervo artístico da Prefeitura, incluindo a área que abrigava antigamente uma cadeia. No largo à sua frente, está instalada a Fonte Talavera de La Reina, doada pela colônia espanhola em homenagem ao centenário da Revolução Farroupilha, também um monumento tombado.

Endereço: Praça Montevidéo, 10 – Centro Histórico

Telefone: 156

E-mail: 156@smgl.prefpoa.com.br

Site: www.portoalegre.rs.gov.br


Praça da Alfândega

É uma praça histórica, situada no Centro de Porto Alegre, no local onde ficava o antigo porto fluvial da cidade - próxima do lago Guaíba e cercada por importantes construções, algumas delas históricas, como os prédios que abrigam o Santander Cultural, o Memorial do Rio Grande do Sul e o MARGS.

Uma das mais tradicionais da cidade, a praça tem sua origem datada de fins do século XVIII, e possui diversos monumentos e esculturas em seus recantos. Dentre eles, os mais importantes são o Monumento ao Barão do Rio Branco, o Monumento ao General Osório, as hermas dedicadas a Antônio Carlos Lopes, Caldas Júnior, Leonardo Truda e ao Barão de Santo Ângelo e as esculturas dos poetas Mario Quintana e Carlos Drummond de Andrade, de autoria dos artistas Xico Stockinger e Eloísa Tregnago (foto acima).

Desde 1955, a praça sedia, em outubro, a tradicional Feira do Livro, a maior feira a céu aberto da América Latina, organizada pela Câmara Rio-Grandense do Livro (CRL), que atrai milhares de visitantes em busca dos lançamentos literários nacionais e internacionais ou das muitas ofertas de livros usados a baixíssimo custo. Durante a feira, também acontecem diariamente no local shows de música, dança e teatro e os visitantes ainda podem desfrutar do espetáculo oferecido pelas grandes paineiras, ipês e jacarandás em plena floração nesta época do ano.

Endereço: Rua dos Andradas, s/nº – Centro Histórico

Catedral Metropolitana

Localizada na Praça da Matriz, a Catedral Metropolitana foi projetada em 1921 pelo arquiteto João Batista Giovenale, então professor da Academia de Belas Artes - São Lucas - de Roma, e membro da Comissão de Arte Sacra da Basílica de São Pedro. O arquiteto era notável por trabalhos executados na Itália, como a cripta da Igreja de Santa Cecília e o novo Museu Petriano, além de outras obras de restauração de templos romanos.

Construída no local onde ficava a antiga Igreja Matriz, datada do século XVIII, a Catedral seria obra de destaque como monumento religioso do Rio Grande do Sul, tanto pelas linhas arquitetônicas como pelo material empregado, o granito róseo de Teresópolis. A posição privilegiada no terreno sugeriu ao arquiteto a idéia de dar à cúpula um excepcional volume para que pudesse, também de pontos longínquos, chamar a atenção dos fiéis.

Chamam a atenção as oito gigantescas cabeças de índios incrustadas nos muros das paredes, que relembram uma página viva da antiga história riograndense, onde se confundem os índios Minuanos, Tapes, Charruas, Guaranis e Kaigangs - estes últimos, moradores do local onde depois surgiu a cidade de Porto Alegre. 

Endereço: Rua Duque de Caxias, 1.047 – Centro Histórico

Telefone: (51) 3228.6001

E-mail: catedralmetropolitana@via-rs.net

Site: www.catedralmetropolitana.org.br


Palácio Piratini

Atual sede do governo do Rio Grande do Sul, o Palácio Piratini foi construído para substituir o antigo Palácio de Governo – o Palácio de Barro - que existia no local, e havia sido edificado no ano de 1773. Em fins do século XIX, esse prédio encontrava-se em péssimo estado, demandando a construção de um novo, o que aconteceu por ordem do presidente do estado Júlio Prates de Castilhos.

Ocupado em 1921, o Palácio Piratini nunca foi inaugurado oficialmente. Ao longo das décadas, muitas adaptações foram necessárias para acompanhar as mudanças resultantes das transformações históricas, e muitas áreas tiveram suas finalidades alteradas por se tornarem obsoletas, como a Sala das Senhoras, atual Ante-Sala do Gabinete do Governador. As últimas construções significativas no Palácio Piratini ocorreram no início da década de 70, com o alargamento das escadas externas para os jardins e a construção do Galpão Crioulo.

Em 1955, por decreto do governador Ildo Meneghetti, o Palácio recebeu o nome de Piratini, em homenagem à cidade que foi a primeira capital farroupilha.

Endereço: Praça Marechal Deodoro, s/nº – Centro Histórico

Telefones: (51) 3210.4100 / 3210.4162

Site: www.palaciopiratini.rs.gov.br


Praça Marechal Deodoro - Praça da Matriz

Localizada no coração da cidade, existe desde os primórdios da capital, em 1773, quando se chamava Largo do Palácio ou Largo da Matriz. Na praça, de 7.720 m2, estão localizados os monumentos a André Leão Puente, Júlio de Castilhos, à Legalidade, a Oswaldo Vergara e a Tiradentes.

A Praça é também conhecida por ser um local de manifestações democráticas e um ponto de encontro dos porto-alegrenses para o chimarrão de fim de tarde.

Hoje, a Praça da Matriz é o centro político do estado, e em seu entorno existem diversos prédios de importância histórica ou social para a cidade, como a Catedral Metropolitana de Porto Alegre, o Palácio Piratini, sede do Poder Executivo Estadual, a Assembléia Legislativa, o Palácio do Ministério Público e o Palácio da Justiça. Também estão localizados na praça o Theatro São Pedro e outros casarões antigos.

Endereço: Rua Duque de Caxias, s/nº – Centro Histórico

Parque Moinhos de Vento - Parcão

Popularmente conhecido como Parcão, o parque é uma área verde localizada no bairro Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Com uma área de 11,50 hectares que pertencia ao Jockey Club do Rio Grande do Sul, foi inaugurado em 1972 e, desde então, é utilizado para a prática de esportes, caminhadas e encontros.

A sede administrativa fica na réplica de um moinho açoriano, cercado por um lago artificial, que possibilita vida para uma fauna composta por peixes, tartarugas, gansos e marrecos. O Parcão também conta com playground e com a Biblioteca Ecológica Infantil Maria Dinorah, a qual possui cerca de mil livros, inclusive títulos em braile.

Endereço: Rua Comendador Caminha, s/nº – Moinhos de Vento

Barco Cisne Branco

Tradicional em Porto Alegre, o barco Cisne Branco é referência em turismo fluvial, entretenimento e lazer flutuante na cidade. Oferece passeios com roteiros variados pelo Lago Guaíba e suas ilhas, de onde se pode apreciar as belezas naturais locais e uma bela vista da capital gaúcha. Seu ponto de embarque é o Portão Central do Cais do Porto, que possui um significado especial na história da capital, pois era o ponto de chegada de todos os navios de passageiros, inclusive de imigrantes.

Além dos passeios regulares oferecidos, o Cisne Branco é considerado um Espaço Cultural Flutuante, pois recebe jantares e eventos diversos. O barco tem capacidade para transportar 200 passageiros e 20 tripulantes, com total segurança e conforto.

Saída: Cais do Porto – Av. Mauá, 1050 – Centro

Telefone: (51) 3224.5222

E-mail: cisne.branco@pop.com.br

Site: www.barcocisnebranco.com.br


Parque Farroupilha - Parque da Redenção

É o mais tradicional e popular parque de Porto Alegre, visitado pelos porto-alegrenses para praticar esportes, encontrar os amigos ou tomar um chimarrão com a família. A Redenção possui um parque de diversões, um mini-zoológico e um complexo desportivo, contando com 370 mil m² de área e 45 monumentos em seu interior. O perímetro do parque é definido pelas ruas Setembrina e Luis Englert e as avenidas Oswaldo Aranha, João Pessoa e José Bonifácio.

História

Em 1807, quando a área se localizava próxima ao portão de entrada da cidade, abrigava os carreteiros que comercializavam o gado da região. O local depois serviu de cenário ao movimento local pela libertação do escravos: em 1884, a Câmara propôs a denominação Campos da Redenção, em homenagem à significativa vitória da luta abolucionista, que resultou na redenção de centenas de escravos um ano antes da libertação dos sexagenários e quatro anos antes da libertação geral do país.

Em 1935, foi realizada no local a Exposição Comemorativa do Centenário da Revolução Farroupilha, que motivou um decreto municipal denominando a área Parque Farroupilha. Quase um século depois, porém, o nome Redenção permanece na memória dos porto-alegrenses.

Brique da Redenção

É uma tradicional feira que acontece aos domingos em toda a extensão da Avenida José Bonifácio, junto à Redenção. Iniciado em 1982, o Brique tem cerca de 300 expositores, que ali vendem artesanato, antiguidades, artes plásticas e alimentos. A administração do Brique da Redenção é feita pela Secretaria Municipal da Produção, Indústria e Comércio.

Endereço: Av. José Bonifácio, s/nº – Farroupilha



Usina do Gasômetro

Localizada à beira do Guaíba, e com 18 mil m² de área, três auditórios, cinco salas de uso múltiplo, anfiteatros para vídeo e atividades diversas, o local dispõe de três espaços abertos para exposições, as galerias Iberê Camargo, Lunara e dos Arcos, sala de cinema (com 156 lugares) e área do Teatro Elis Regina (com 300 lugares). Além disso, conta também com um espaço multimídia, e com a famosa chaminé de 117 metros, que é referência geográfica e arquitetônica.

A Usina do Gasômetro é um dos pontos mais tradicionais para ver o famoso pôr do sol da cidade, às margens do Lago Guaíba. Oferece ainda uma praça de variedades com dois cafés, choperia, centro de informações turísticas, núcleo de documentação com biblioteca e acesso gratuito à internet.

Endereço: Av. Presidente João Goulart, 551 - Centro Histórico

Fone: (51) 3289.8110

E-mail: usina@smc.prefpoa.com.br

Site: www.portoalegre.rs.gov.br


Theatro São Pedro

Fundado em 1858, quando Porto Alegre tinha 20 mil habitantes, o Theatro São Pedro era sonho antigo dos porto-alegrenses desde o período colonial. 

Logo depois de inaugurado, transformou-se em pólo artístico, social e político no país. Durante 126 anos, circularam pelos camarotes, galerias e palco do São Pedro personalidades como Arthur Rubinstein, Cacilda Becker, Eugène Ionesco, Marcel Marceau, Olavo Bilac e Villa-Lobos, e figuras políticas como Borges de Medeiros e Getúlio Vargas.

Em 1973, o teatro foi fechado devido às precárias condições de segurança e mau estado. Foi a partir da nomeação de Eva Sopher, que assumiu a diretoria da instituição em 1975, que foi iniciada a reconstrução e restauração do Theatro. A casa foi equipada com todos os recursos modernos, equipamentos cênicos, serviços hidrossanitários e um moderno sistema de iluminação. Um mês após reaberto, em 1984, o então governador Jair Soares assinou portaria autorizando o tombamento do prédio.

Endereço: Praça Marechal Deodoro, s/nº – Centro Histórico

Telefone: (51) 3227.5100

E-mail: imprensa@teatrosaopedro.com.br

Site: www.teatrosaopedro.com.br